Cultura

PROJETOS PRINCIPAIS

Arte Cidade Zona Leste (2002)

Atuação em conjunto com a instalação do Artista Plástico Carlos Vergara. Um trabalho lúdico de conscientização sobre espaços públicos com moradores e transeuntes do Brás.

Ato no Coreto

Promoveu a ocupação de uma Praça no Bairro do Parque Ipê, apresentando atividades recreativas e culturais em prol da cidadania e promoção da qualidade de vida.

Sampaca – Olhares Cruzados (2014)

Intercâmbio cultural e de ideias entre São Paulo e a região PACA (Provence, Côte d’Azur), no sul da França. Promoveu a troca de três manifestações de cultura e informação:

  • Radiodifusão: apresentadores da Rádio Eldorado viajaram à França promover a programação brasileira, enquanto radialistas franceses vieram a São Paulo promover estilos de rádio típicos de seu país.
  • Fotografia: promoveu o intercâmbio de um fotógrafo brasileiro da comunidade japonesa do bairro da Liberdade, que foi à França retratar a comunidade africana das Ilhas Comores que por lá vivem. Ao mesmo tempo, uma fotógrafa francesa veio ao Brasil para retratar a comunidade nipônica que vive em São Paulo. Ambos os trabalhos geraram exposições nos países do acervo.
  • Música: foi criado um grupo com músicos brasileiros e franceses, que montaram uma banda, compuseram e produziram as músicas, que puderam ser ouvidas em shows em São Paulo e na região de Marselha.

Transposição Francisco (2009)

Foi, certamente, um aprendizado e uma confirmação de que estamos na direção certa na luta por uma cidadania plena.

Seu intuito inicial era apresentar resultados de expressões artística no formato de livro; no entanto, logo nos deparamos com variantes imprevistas, que foram agregadas e enriqueceram muito o processo de produção. Em debates, foram discutidos posicionamentos pessoais, políticos, sociais, artísticos e culturais, demonstrando que argumentação e a liberdade de expressão são imprescindíveis na construção de ideias.

O grupo de artistas que realizou a Expedição Francisco e são os autores da maior parte dos textos deste livro é composto por Júlio Meiron, Luísa Nóbrega, Marcia Vaitsman, Nabor Kisser e Luiz Mizukami. Com esse apoio, o Ato Cidadão cumpriu mais uma vez sua missão de promover ações educativas e culturais com o propósito de estimular a cidadania. Foi possível promover, ainda, a conscientização de que todos são agentes do processo de transformação social. Seu resultado foi a publicação de uma obra artística, bem como a geração de um espaço de reflexão.

 

PROJETOS ESPECIAIS

Batuta, a Biblioteca Itinerante

Utilizando um veículo adaptado, a Batuta é sinônimo de diversão em todo lugar! Os momentos que ela proporciona que valorizam o lúdico, o convívio e a cultura da infância, direcionando o olhar da sociedade para o direito do brincar e diminuindo a exposição da criança aos riscos sociais.

Graças à estrutura diferenciada e capacidade de adaptação, pôde ser utilizada em vários ambientes, com capacidade de atendimento elevada, visto que os brinquedos também ocuparam os espaços ao seu redor. Além disso, houve suporte de uma equipe treinada. O veículo também permite a utilização de sistemas de microfonia e som. Além de um Projeto Social, o Batuta também é hoje um “Ponto de Cultura”, apoiado pelo Ministério da Cultura e pela Secretaria de Estado da Cultura em seus respectivos programas de ludicidade.